Logo da AAO(30 anos)

Artigos e Notícias

Agrofloresta: curso ensina como produzir alimentos saudáveis, recuperando a natureza
26/08/2016 20:57
Agrofloresta: curso ensina como produzir alimentos saudáveis, recuperando a natureza

Por: Mônica Nunes

Já ouviu falar em agrofloresta? No convívio pacífico e colaborativo entre natureza e a produção dealimentos? Pois é para apresentar os detalhes dessa interação – que ainda ajuda a recuperar áreas degradadas -, que a Associação de Agricultura Orgânica (AAO) promoverá curso no Sítio Catavento, em Indaiatuba, no interior de SP, entre os dias 13 e 16 de setembro.

Com o título Introdução à Agrofloresta com foco em Horticultura, o encontro apresentará diferentes tipos de atividades de horticultura, fruticultura e culturas anuais dentro da mesma propriedade, que são combinadas à produção de frutas e à madeira. “Pensamos em desenhos que permitem os cultivos agrícolas na mesma área da floresta, com base no conhecimento de Ernest Gotsch”, explica o professor Namastê Messerschmidt, agricultor que ministrará o curso em parceria com a agrônoma Patrícia Vaz.

Mesclando fundamentos teóricos e a experiência prática – ao pé da planta – em uma propriedade modelo de produção agroecológica, o curso está dividido em quatro módulos:
1. A história da Agrofloresta no contexto da agricultura; 
2. Por que fazer Agrofloresta no atual contexto socioambiental global?; 
3. Apresentação dos fundamentos e princípios da Agrofloresta; e 
4. Planejamento, implantação e manejo de canteiros de horta agroflorestal.

Modelo em agricultura orgânica

Não foi á toa que o Sítio Catavento foi escolhido para abrigar o curso. Trata-se de um grande laboratório deagricultura orgânica, com ampla diversidade de espécies, hortas e agroflorestas.

Seu proprietário, Fernando Ataliba, vem transformando o local em um modelo de produção baseado no equilíbrio natural há mais de 30 anos. “Plantas saudáveis e nutritivas dependem de nutrição equilibrada e adaptada a cada ambiente, cada propriedade possui uma vocação específica”, diz o expert.

O sítio está localizado em uma área onde havia pasto. É incrível descobrir como seus 36 hectares foram recuperados e passaram a produzir toneladas de alimentos orgânicos por ano, sendo 30 itens certificados.

Mais informações sobre investimento, currículo dos professores e localização do sítio, aqui

Foto: Divulgação

Categoria(s): Agricultura Orgânica